Category: [Mistério] (Page 1 of 184)

saudades

Saudades do abraço

Saudades do abraço

constantes percalços

do ritmo no caminhar

e o gostar de dançar

 

Saudades do abraço

da falta de espaço

do arroz com feijão

e risoto de camarão

 

Saudades da Fé, da esperança

do brincar com crianças

 

Do pouco que é muito

e o furtar dos minutos.

O que fica de mim, é você

Admito que nunca tive dificuldade de exprimir meus sentimentos em palavras. Claro que é preciso considerar os anos de treinamento diário e o fato de que, quando mais jovem, eram mais amenas as distrações e os instrumentos tecnológicos que encapsulam o manifestar dos sentimentos genuínos.

Escrever sempre foi transformar. Informar. Dar forma. Trazer parte de algo ou alguém, de dentro, e revelá-los para quem (me) lê. Mas somente a parte que o momento ilumina e ajuda a enxergar, não “o todo”, pois não é possível.

Comunicando, revivo as relações que construí.

O relacionamento construído comigo mesmo. O quanto (e o quando) me aceito limitado, preguiçoso ou incapaz de crescer. O reconhecer as conquistas sofridas e o me dar conta da minha unicidade.

Mas sobretudo o que construí com os meus iguais. O suportar dos limites alheios, da ignorância e da indiferença. O prazer de partilhar a vida com alguém, de gozar o “amar e ser amado”.

Nenhuma conclusão nova. Para que cultivar esse tipo de pretensão?

Este é só um lembrete em pixels de que o que fica em mim, é você.

O fim do escrevoLogoexisto?

Há meses eu me pergunto se não é a hora de por um ponto final no meu querido blog. O tempo para refletir e partilhar minhas experiências tem sido constantemente devorado pelo ativismo “das coisas em detrimento das pessoas” que venho desenvolvendo no meu novo país, a Suíça.

Mas aí hoje, após ler o testemunho de um casal de amigos sobre educação e racismo, me senti novamente inspirado a continuar partilhando. Serão novos os canais, simples as estruturas, mas entendi que a minha “plena” existência, de alguma forma, está atrelada ao escrever.

No próximo mês o escrevoLogoexisto completa 10 anos. Difícil para mim acreditar que um projeto universtário despretencioso chegaria tão longe… Foram inúmeras as fases partilhadas que acompanharam boa parte do meu desenvolvimento como individuo que existe pensando, sentindo e que, devido a um misterioso impulso interior, escreve, comunica.

Eu não quero perder esse impulso. Quero resistir a tentação do “só viver” e continuar plenamente existindo… tomara que eu consiga.

Page 1 of 184

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén